top of page
  • centraldanoticiapa

Estado divulga esquema de segurança do 2º turno com 7,5 mil policiais nas ruas

As forças de segurança do Paraná irão coordenar a Operação Eleições 2022 - 2º Turno do Centro de Operações da Cidade da Polícia, onde está instalado o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), em Curitiba, no próximo domingo (30).

O secretário da Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita, afirmou nesta quinta-feira (27) que o esquema de segurança será o mesmo utilizado durante o primeiro dia de pleito eleitoral.


“Nossa atuação será a mesma, uma vez que a operação para o primeiro turno foi efetiva e sem grandes intercorrências. O Centro Integrado de Comando e Controle Regional ficará responsável pela coordenação de toda a ação e, nas ruas, contaremos com a atuação de policiais de todas as instituições estaduais, municipais e federais que compõem a operação de forma integrada”, afirmou.


A principal atuação das forças será no combate aos crimes eleitorais cometidos nas áreas de interesse operacional, ou seja, espaços geográficos que possuem relação direta com as eleições, como cartórios eleitorais, locais de votação ou de apuração, vias públicas e estações de transporte.


“As forças de segurança paranaenses estão preparadas para qualquer incidente que possa ocorrer. Ao todo, contaremos com a atuação de mais de 7.500 policiais, além de um efetivo de contingência, que será acionado somente em caso de necessidade. Nossa intenção é garantir a segurança de toda a população durante o pleito eleitoral, para que os paranaenses votem com tranquilidade”, completou.


Além dos agentes da segurança pública e das diversas viaturas que estarão nas ruas e em locais de votação, aeronaves e embarcações ficarão de prontidão para casos de necessidade.


OPERAÇÃO ELEIÇÕES – Todo o plano da Operação Eleições 2022 - 2º Turno foi elaborado pela Secretaria da Segurança Pública do Paraná em conjunto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública e demais secretarias estaduais. As informações contidas na Plataforma Córtex, ferramenta que agrega os dados relacionados à operação, serão utilizadas para elaboração de estratégias imediatas, bem como divulgação de informações para a imprensa.


A nível nacional, toda a atividade será coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), em Brasília.


Além dos representantes institucionais das 27 unidades federativas, também participam das ações representantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), das polícias Civis e Militares, da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF), dos Corpos de Bombeiros Militares, do Ministério da Defesa, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), das Secretarias de Segurança Pública e Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec). (Com AEN/PR. Foto: Ricardo Almeida)


Comments


Patrocinadores

Patrocinadores Central dezembro (8.5 x 95 cm) (2).png
bottom of page